Briosa

História da Briosa

Situada no coração da baixa de Coimbra, no Largo da Portagem, junto à emblemática estátua do “Mata Frades”, a Pastelaria Briosa, uma das mais antigas e conceituadas da cidade, disponibiliza desde 1955 produtos tradicionais de qualidade.

A Pastelaria Briosa tem conseguido preservar o património gastronómico e cultural que a doçaria de Coimbra representa para a cidade, tendo sido reconhecida com o prémio da Confraria da Panela ao Lume, por constituir um ponto de venda de excelência de doçaria tradicional da região. Para a atribuição deste prémio contribuiu o facto de, no âmbito da doçaria dos arredores de Coimbra se estar a privilegiar a venda de produtos genuínos, oriundos das suas zonas específicas de produção, ao invés de tentar fazer a sua imitação.

Actualmente, mantendo os receituários e as tradições do fabrico, a Pastelaria Briosa convida-o a disfrutar de uma viagem pelos paladares ancestrais da doçaria da região.

Briosa na ADOCC

A Briosa tem orgulho em pertencer à ADOCC - Produtores Associados de Doçaria Conventual de Coimbra - que tem por fim a valorização, qualificação, defesa, promoção e dignificação dos doces, compotas, geleias e marmelada, frutos e hortícolas em calda, cristalizados e similares, gelados e sorvetes, pães e produtos afins do pão, bolos, doçaria, confeitos e licores e xaropes, sempre de produção tradicional, regionais ou conventuais, de Coimbra, promovendo a marca " Coimbra" em qualquer das suas actividades.

Doçaria Coimbrã está viva

Arrufadas de Coimbra, manjar branco e pastel de Santa Clara. São doces, mas isso não impede que sejam saudáveis. Os passos para a certificação a nível comunitário já estão a ser dados.

Dinamizar e trazer à vida. Não deixar que o tradicional, caia no esquecimento. Proteger e salvaguardar, numa palavra: certificar. Há um ano que a ideia, que partiu da autarquia de Coimbra, surgiu e a Pastelaria Briosa, bem no Largo da Portagem, decidiu aceitar o desafio. Com autorização da gerência, até se desenvolveu um estudo, “Contributo para a qualificação de arrufada de Coimbra como indicação geográfica protegida – IGP”. A tese de dissertação de Orlanda Duarte, gerente comercial da Briosa, foi elaborada no âmbito do mestrado de Engenharia Alimentar – integrado no protocolo existente entre a Escola Superior Agrária de Coimbra e a Câmara Municipal de Coimbra.

Doces. Para os mais preocupados coma dieta alimentar, o nome até assusta. Porém, Orlanda Duarte assegura que a doçaria tradicional de Coimbra “tem produtos feitos como antigamente”. Resumindo, não há corantes nem conservante, muito menos melhorantes. E a frase “na Briosa, a doçaria tradicional ainda é natural”, faz todo o sentido. Orlanda Duarte acrescenta: “na nossa pastelaria apostamos na produção pelo modo tradicional, primamos pela qualidade”.

in DIÁRIO AS BEIRAS | 26.10.2010